segunda-feira, 20 de junho de 2011


Não são as últimas palavras as que mais interessam. São todos os diálogos que se foram construindo ao longo dos anos e todos os "gosto de ti" que se foram dizendo com o coração.